terça-feira, 30 de julho de 2013

Cítrica

Vi nos teus olhos uma doçura
que não conhecia
mas que existia
uma esperança viva
de alguém que insiste na vida
e caminha , caminha...
Vi nos teus olhos uma tristeza
que se escondia
mas enfim se revelaria
e transbordaria
uma beleza cítrica
leve, forte e rica

Só quem sentiu o gosto da morte
pode saborear tão vagarosamente
apreciando os temperos da vida
Quem poderia decifrar o sorriso
a alma de quem tão decididamente
em meio a mais profunda dor
optou em ser feliz?