quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Eu Sou a Poesia

Fechar os olhos e sentir
o vento no rosto
o cheiro do mar
a fé brotando.
Fechar a boca e ver
o julgamento morrer
o perdão chegar
o silêncio virando sorriso.
Fechar a porta e me esconder
da tristeza lá de fora
para um momento a sós
a Poesia e eu.
Se Ele é amor,
na sua essência também é toda forma de poesia.
Quando escrevo, eu posso te ver em forma de palavra, letra e verso.
O Verbo está vivo!
O Verbo da movimento e vida à poesia.
Então lentamente abro meus olhos, as palavras já estão em minha boca, giro a maçaneta.
Estou ouvindo...
A Poesia chegou!